O que é a Biotecnologia?

De acordo com a OCDE (2002, atualizada em 2016), a biotecnologia pode definir-se de forma simplificada como

a aplicação da ciência e tecnologia aos organismos vivos, bem como às suas partes, produtos e modelos, de forma a alterar materiais vivos ou não vivos para a produção de conhecimento, bens e serviços”.

Esta definição simplificada abrange toda a biotecnologia moderna, mas também muitas atividades tradicionais ou limítrofes. Assim, a OCDE propõe uma definição mais complexa de biotecnologia baseada em lista, identificando as principais linhas de desenvolvimento:

  • DNA / RNA: Genómica, farmacogenómica, sondas genéticas, engenharia genética, sequenciamento / síntese / amplificação de DNA / RNA, perfil de expressão génica e uso de tecnologia antisense, síntese de DNA em larga escala, edição do genoma e gene, geração de genes.
  • Proteínas e outras moléculas: Sequenciamento / síntese / engenharia de proteínas e péptidos (incluindo hormonas de moléculas grandes); biodisponibilidade de medicamentos; proteómica, isolamento e purificação de proteínas, sinalização, identificação de recetores celulares.
  • Cultura e engenharia de células e tecidos: cultura de células / tecidos, engenharia de tecidos (incluindo estruturas de tecidos e engenharia biomédica), fusão celular, vacinas / estimulantes imunológicos, manipulação de embriões, tecnologias de reprodução assistida por marcadores, engenharia metabólica.
  • Técnicas de biotecnologia de processo: Fermentação através de biorreatores, bioprocessamento, biolixiviação, biopulpagem, biobranqueamento, biodesulfurização, biorreatores, biorremediação, biossensores, biofiltração e fitoremediação, aquacultura molecular.
  • Vetores genéticos e de RNA: terapia genética, vetores virais.
  • Bioinformática: Construção de bases de dados ómicas, sequenciação ómica, modelagem de processos biológicos complexos, incluindo biologia de sistemas.
  • Nanobiotecnologia: desenvolvimento de ferramentas e processos de nano / microfabricação para aplicação em biossistemas (disponibilização de  medicamentos, diagnóstico in vitro, etc.)

A biotecnologia consiste, assim, num conjunto de tecnologias facilitadoras que podem ser aplicadas a diversos sectores de atividade. Por ser fortemente dependente de conhecimento e tecnologia, a biotecnologia tem um papel relevante na promoção da inovação, da produtividade e do crescimento económico de sectores tradicionais, além de contribuir para a melhoria da qualidade de vida das populações e a proteção ambiental a vários níveis.

Dependendo das áreas de aplicação, a biotecnologia pode ser dividida em quadro grandes áreas:

Torne-se associado da p-bio
Preencha este formulário e envie por email para
sec.geral@p-bio.org